Notícias

TSE manda Janones se manifestar sobre “máquina de fake news” contra Jair Bolsonaro 

O deputado federal André Janones integra campanha de Lula e tem usado mentiras para atacar o atual presidente da República Jair Messias Bolsonaro Benedito Gonçalves, ministro do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) e corregedor-geral da Justiça Eleitoral, deu três dias ao deputado federal André Janones (Avante) para que ele se manifeste sobre os motivos de usar fake news para atacar o presidente Jair Bolsonaro (PL), candidato à reeleição. “Ante o exposto, determino a intimação do terceiro investigado, André Luís Gaspar Janones, pelo meio mais célere, para que, no prazo de 3 (três) dias, manifeste-se sobre a utilização de seus perfis no Twitter, Facebook (NASDAQ:META), Instagram, TikTok, YouTube e Kwai, bem como sobre o requerimento para que sejam removidos, sem prejuízo da apresentação de defesa após regular citação”, decidiu o corregedor-geral da Justiça Eleitoral, Benedito Gonçalves. O ministro deu também cinco dias de prazo para que Lula e o candidato a vice, Geraldo Alckmin, se manifestem sobre a suposta prática de uso indevido dos meios de comunicação. Por esse motivo, o presidente quer cassar a chapa do adversário no julgamento final da ação, tornando-os inelegíveis por oito anos. A campanha de Bolsonaro entrou com recurso no tribunal para reclamar que Janones tem usado as redes sociais “para realizar deliberada e constante difusão de conteúdos falsos ou gravemente descontextualizados contra o candidato à reeleição Jair Messias Bolsonaro, com o propósito de favorecer a campanha dos demais investigados por meios sabidamente ilícitos”. O ministro acatou a petição da campanha de Bolsonaro, mas não decidiu imediatamente pela liminar.

Leia Mais

FAKE: notícia de que o diretor da OMS não foi vacinado é falsa

Tedros Adhanon, diretor da OMS, tomou, sim, a vacina contra a Covid-19, em 12 de maio de 2021, em Genebra, na Suíça. Portanto toda notícia que diz que ele não foi vacinado é falsa. Tedros teve oportunidade de tomar a vacina em dezembro de 2020, mas optou por vacinar-se apenas em maio de 2021 por uma questão de igualdade e protesto contra a desigualdade glob na distribuição de vacinas. Ele preferiu receber o imunizante ao mesmo tempo que os profissionais de saúde da Etiópia, seu pais de origem.

Leia Mais

Esta gostando? Compartilhe

Mais Populares:

Quer ver mais conteúdos?

Assine Nossa Newsletter

E Fique Por Dentro De Tudo Que Acontece Em Uberlândia.

plugins premium WordPress

Olá, visitante