Notícias

Orbitopatia de Graves: desvendando esta doença autoimune com o Dr Vitor Marques, medico e uma das maiores autoridades do país em Oculoplástica e Cirurgia de Órbita, em seu consultorio.

Orbitopatia de Graves: desvendando esta doença autoimune 

O médico Dr. Victor Marques, PhD pela USP e uma das maiores autoridades do país em Oculoplástica e Cirurgia de Órbita, esclarece pontos importantes sobre a Orbitopatia de Graves, desvendando esta doença autoimune. O que é a Orbitopatia de Graves? Desvendando esta doença autoimune  Os olhos são as janelas da alma, mas, às vezes, eles também podem ser os mensageiros de uma condição médica intrigante: a orbitopatia de Graves.  De acordo com o Dr. Victor Marques, membro do Conselho Brasileiro de Oftalmologia e da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica Ocular, é comum atender pacientes com esse quadro em seu consultório. Apesar disso, a doença é pouco conhecida pelo público, gerando muitas dúvidas e perguntas. A orbitopatia de Graves, também conhecida como oftalmopatia de Graves ou doença ocular tireoidiana, é uma doença autoimune que surge devido à liberação excessiva de hormônios tireoidianos. O sistema imunológico, normalmente nosso fiel protetor contra invasores indesejados, às vezes se volta contra nós mesmos, e é nesse cenário que a orbitopatia de Graves entra em cena. Os Sinais Reveladores Orbitopatia de Graves: desvendando esta doença autoimune. Os sintomas da orbitopatia de Graves são tão intrigantes quanto o próprio nome da doença. Imagine seus olhos saltando para a frente, como se quisessem explorar o mundo com mais intensidade. Essa proptose, como é chamada na medicina, é uma das características marcantes dessa condição. Além disso, os pacientes podem apresentar: A Dança dos Hormônios Para entender por que a orbitopatia de Graves, doença autoimune, ocorre, precisamos mergulhar na fisiologia. Tudo começa no hipotálamo, que envia um hormônio chamado TRH para a hipófise. Esta, por sua vez, libera o TSH, que instrui a tireoide a produzir os hormônios T3 e T4. Quando tudo está em equilíbrio, a hipófise recebe o sinal de parar. No entanto, na doença de Graves, o processo hormonal sai dos trilhos. O anticorpo TRAb, normalmente um aliado, se transforma em vilão. Ele se liga à tireoide, assumindo o papel do TSH e estimulando a produção desenfreada de hormônios tireoidianos. O resultado? Uma montanha-russa hormonal com sintomas como perda de peso, taquicardia, palpitações e, claro, a orbitopatia de Graves. A importância do Tratamento Precoce A conscientização é a chave para combater essa condição. O Dr. Victor Marques enfatiza a importância de identificar os sinais precocemente, pois normalmente há a necessidade de uma equipe multidisciplinar para definir e acompanhar o tratamento. Quanto antes iniciarmos o tratamento, maiores são as chances de controlar os sintomas e evitar complicações graves. Apesar da gravidade da doença, o Dr. Victor Marques, com sua vasta experiência cirúrgica e profundo conhecimento não apenas da anatomia e fisiologia, mas também do funcionamento intrincado do cérebro humano, transcende o papel tradicional de médico especialista. Ele se destaca como um mentor e inspirador, orientando não apenas colegas médicos, mas também outros profissionais em suas jornadas de desenvolvimento pessoal e técnico. Como mentor, o Dr. Victor compartilha insights valiosos, estimula a criatividade e promove uma abordagem holística para a saúde e o bem-estar. Ele acredita que o estilo de vida e a maneira como vemos o mundo têm um impacto profundo em nossa saúde. Ao adotar práticas saudáveis e cultivar uma mentalidade positiva, não apenas podemos prevenir doenças, mas também potencializar os tratamentos existentes. Sua visão vai além das salas de cirurgia, abraçando a missão de capacitar outros profissionais a alcançarem todo o seu potencial. Por Melissa Dalcin / São Paulo, 25 de abril de 2024

Leia Mais

Pomadas modeladoras representam risco à visão, segundo médicos

Médicos oftalmologistas alertam sobre o perigo quanto ao uso de pomadas modeladoras A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) publicou, nos dias 23 e 24/1, novas medidas de fiscalização para as pomadas capilares para trançar cabelos. Entre as medidas tomadas estão o recolhimento, interdição cautelar, suspensão e proibição da comercialização, distribuição, fabricação e uso; conforme cada caso. As medidas têm relação com a investigação sobre a ocorrência de eventos adversos graves após o uso dos produtos. Todos esses produtos podem oferecer risco à saúde. Investigações apontam correlação desses produtos com casos de intoxicação ocular. As pomadas modeladoras estão causando muitos atendimentos nas urgências oftalmológicas. Segundo registros do portal da urgência da Fundação Altino Ventura – FAV, desde o último domingo (5) até a manhã desta quarta-feira (8), foram registrados 75 casos de pessoas que usaram pomada modeladora capilar que atingiu a visão, na Região Metropolitana do Recife. “Orientamos a população que suspenda imediatamente o uso desses agentes e que, por se tratar de trauma químico, a depender da sua magnitude e do tempo de exposição, pode levar a sequelas irremediáveis na córnea”, alertou Dr. Kayo Espósito, médico oftalmologista. “Em caso de contato com o agente químico, orientamos que inicie imediatamente a lavagem ocular e que busque o atendimento médico de urgência para que inicie o tratamento o mais precoce possível”, finalizou o médico e vice-diretor administrativo da FAV. E a preocupação só aumenta com a chegada do Carnaval, pois o uso desses cosméticos no couro cabeludo, atrelado a fatores como a suor e a chuva, o produto pode escorrer até os olhos, causando efeitos adversos, entre eles, vermelhidão, dor intensa, dificuldade para abrir os olhos, visão embaçada, ardor e sensação de corpo estranho. COM INFORMAÇÕES:Phelipe Cavalcante Belo / ASCOM Fundação Altino Ventura – FAV

Leia Mais

Esta gostando? Compartilhe

Mais Populares:

Quer ver mais conteúdos?

Assine Nossa Newsletter

E Fique Por Dentro De Tudo Que Acontece Em Uberlândia.

plugins premium WordPress

Olá, visitante