Notícias

Neymar Jr dá adeus aos campos europeus e saúda as regalias do mundo árabe

Jogador brasileiro receberá € 320 milhões ao longo de duas temporadas pelo Al Hilal; atacante é a maior contratação do país Muito tem se falado sobre a saída do jogador Neymar dos campos europeus, mas o fato é que, para jogar no Al-Hilal da Arábia Saudita, ele terá diversas vantagens também fora de campo, além do salário de 160 milhões de euros por ano (atualmente cotados em R$ 861 milhões). Segundo o site francês Foot Mercato, por exemplo, Neymar ganhará cerca de 500 mil euros (R$ 2,7 milhões) para cada story ou postagem elogiosa nas redes sociais que promovam a Arábia Saudita. Neymar afirma que está no lugar desejado: “Ouvi muito e aprendi que estou acompanhando uma longa lista de jogadores brasileiros que jogaram na Arábia Saudita ao longo dos anos, então acredito que este é um lugar desejado”. Decisão certa: “O Al Hilal é um clube gigante, com torcedores fantásticos, e é o melhor na Ásia. Isso me dá uma sensação de que é a decisão certa para mim, no momento certo, com o clube certo. Eu amo ganhar e marcar gols, e planejo continuar fazendo isso na Arábia Saudita com o Al Hilal”, afirmou o craque brasileiro.

Leia Mais

Procons iniciam mutirão para fiscalizar postos de combustíveis

Procons iniciam mutirão para fiscalizar postos de combustíveis / Por ETC – Agência Brasil Começou nesta quarta-feira (24) o mutirão da Secretaria Nacional do Consumidor (Senacon) para monitorar postos de combustíveis que não reduziram os preços médios de venda de gasolina e diesel, após a queda de preços promovida pela Petrobras. No dia 16 de maio, a Senacon emitiu um ofício aos Procons estaduais e municipais, solicitando esse monitoramento em postos de combustíveis de todo o país. O documento instruía as unidades do Procon a fazerem um levantamento detalhado dos preços. No dia 18, foi anunciado que o mutirão iniciaria nesta quarta-feira. Durante o evento, o secretário Nacional do Consumidor, Wadih Damous, disse que a redução anunciada pela Petrobras e pelo governo federal foi adotada com o objetivo de beneficiar toda a população, e não de favorecer um setor que, segundo ele, “talvez seja o mais cartelizado da economia brasileira”. O secretário tem reiterado críticas contra “fraudes e abusos” que, segundo denúncias apresentadas à Senacon, estariam sendo praticadas por postos de combustíveis. No ofício encaminhado aos Procons, Damous disse que não aceitará situações desse tipo. Em entrevista ao programa A Voz do Brasil, da Empresa Brasil de Comunicação (EBC), nesta semana, o ministro de Minas e Energia, Alexandre Silveira, declarou que haverá “mão firme do governo para que a queda do preço chegue na bomba”. Formulário A Senacon abriu um canal de denúncias contra postos de gasolina. Nos primeiros dias, mais de mil denúncias de preços abusivos foram registradas. Para fazer a denúncia, basta preencher um formulário simples, com dados básicos do denunciante e da empresa denunciada. O formulário foi disponibilizado na internet no site da Senacon. Redução Na segunda-feira (15), a Diretoria Executiva da Petrobras aprovou uma estratégia comercial para definição de preços de diesel e gasolina que encerrou a subordinação dos valores ao preço de paridade de importação. No dia seguinte, a empresa anunciou redução R$ 0,44 por litro do preço médio do diesel para as distribuidoras, que passou de R$ 3,46 para R$ 3,02. A redução do preço médio da gasolina foi de R$ 0,40 por litro, passando de R$ 3,18 para R$ 2,78, valor também pago pelas distribuidoras. Com a nova política da estatal, as referências de mercado coloca o custo alternativo do cliente como prioridade na precificação; e considera o valor marginal para a Petrobras, tendo por base custos e oportunidades observadas em diversas etapas da atividade, entre elas, produção, importação e exportação de produtos. As premissas, segundo nota divulgada pela empresa, são preços competitivos por polo de venda, participação “ótima” da Petrobras no mercado, otimização dos seus ativos de refino e rentabilidade de maneira sustentável. Segundo a estatal, os reajustes continuarão sendo feitos sem uma periodicidade definida e evitará repasses da volatilidade dos preços internacionais e do câmbio aos consumidores brasileiros. Edição: Fernando Fraga 

Leia Mais

Faltam 10 dias para o fim do prazo de entrega do imposto de renda

No dia 31 de maio termina o prazo para o contribuinte apresentar a declaração do Imposto de Renda da Pessoa Física 2023. Até as 8h30 desta segunda-feira (22), a Receita Federal recebeu mais de 27 milhões declarações e a expectativa é chegar a 39,5 milhões até o fim do prazo. O preenchimento e a entrega podem ser feitos por meio do Programa Gerador da Declaração relativo ao exercício de 2023, que está disponível para downloadno site da Receita Federal; por meio do serviço onlineMeu Imposto de Renda, pelo Portal e-CAC ou pelo aplicativo para tablets e celulares. Para reduzir o risco de erros, a Receita orienta os contribuintes a utilizarem a declaração pré-preenchida, modelo com diversas informações já disponibilizadas a partir dos bancos de dados do Fisco. Ainda assim, é responsabilidade de cada um conferir e corrigir, se necessário, as informações importadas, além de incluir dados que não constem no sistema. Novidades Neste ano, o modelo pré-preenchido pôde ser utilizado desde o primeiro dia do prazo de entrega, em 15 de março. De acordo com o balanço de hoje, 22% das declarações já enviadas foram com esta opção de pré-preenchimento. Quem usar a declaração pré-preenchida ou optar por receber o valor da restituição por meio da chave Pix (desde que a chave seja o CPF do cidadão) terá prioridade no recebimento da restituição, sempre respeitando as prioridades legais, como idosos, professores e pessoas com deficiência. O pagamento das restituições começa em 31 de maio e foi dividido em cinco grupos mensais até 29 de setembro, de acordo com a data de entrega da declaração. Também houve uma novidade em relação a quem tem investimentos na bolsa de valores, no mercado futuro ou em investimentos semelhantes. A Receita flexibilizou a obrigatoriedade da declaração para este público. Agora, só é obrigado a enviar a declaração quem vendeu ações cuja soma superou, no total, R$ 40 mil ou quem obteve lucro de qualquer valor com a venda de ações em 2022, sujeito à cobrança do IR, independentemente do valor da venda. Antes, qualquer contribuinte que tivesse comprado ou vendido ações no ano anterior, em qualquer valor, era obrigado a declarar. Segundo dados da B3, a bolsa de valores do Brasil, houve um aumento de pessoas aplicando dinheiro na bolsa. Em 2022, o número de investidores na B3 cresceu 17,5%, e 80% começaram com valores muito baixos, de até R$ 1 mil. Os veículos da Empresa Brasil de Comunicaçãoreuniram as principais orientações para ajustar as contas com o Leão. Para ler e ouvir todas as matérias da série Tira-Dúvidas do IR 2023, acesse a página do especial. Destinação social O contribuinte também pode destinar até 6% do valor devido do imposto de renda para projetos sociais e atividades culturais, ou 7%, se incluir projetos esportivos. É possível fazer a destinação na própria declaração. O limite é de até 3% do imposto para cada fundo especial – da criança e adolescente; e da pessoa idosa. Esses valores são abatidos do imposto de renda devido, ou seja, o contribuinte não paga nada a mais por isso. Nos casos em que o cidadão tem imposto a restituir, o valor será somado à restituição. Na página da Receita, há o passo a passo sobre como fazer a destinação para pessoas físicas e empresas. Para atividades audiovisuais, na área de cultura e projetos desportivos e paradesportivos, não há opção de destinação direta na declaração, mas é possível deduzir os valores das doações que foram realizadas ao longo do ano-calendário, neste caso 2022. Para a Receita Federal, a destinação é um mecanismo que permite a aplicação de parte do imposto recolhido em uma causa considerada importante para o cidadão, refletindo a responsabilidade social e os valores de cada contribuinte.

Leia Mais

Novo ataque em escola: Adolescente fere duas crianças no interior do Ceará

Novo ataque em escola: Conforme a Secretaria da Segurança Pública, as vítimas são duas meninas de nove anos, e o suspeito é um estudante do 9º ano do ensino fundamental da mesma escola. O caso aconteceu em Farias Brito. Mais um episódio de violência escolar choca o Brasil. Duas estudantes de nove anos ficaram feridas após serem atacadas por um aluno da mesma escola, nesta quarta-feira (12), na zona rural de Farias Brito, no Cariri do Ceará. O suspeito da agressão é um adolescente de 14 anos do 9º ano do ensino fundamental da instituição. Ele foi apreendido pela polícia. As alunas do 4º ano do ensino fundamental foram atingidas por objeto cortante. De acordo com a prefeitura, uma das meninas teve uma lesão superficial na parte de trás da cabeça. Ela foi encaminhada para o hospital e já teve alta. A outra aluna teve uma lesão profunda frontal, com exposição do crânio. Segundo a gestão municipal, ela foi transferida para um hospital em Barbalha, cidade da região do Cariri, está com sinais vitais preservados e estado geral estável. De acordo com o Hospital Santo Antônio, para onde ela foi transferida, a estudante encontra-se na UTI pediátrica, realiza exames e deve passar por cirurgia ainda na noite desta quarta. Júnior Almeida, secretário de Educação do município, informou que as aulas foram suspensas pelos próximos dois dias. Ele disse ainda que o ataque aconteceu durante o período de aulas, no início da tarde, quando os alunos estavam nas próprias sala

Leia Mais

Blumenau está em luto após novo ataque em escola

Blumenau está em luto após ataque a escola na manhã desta quarta-feira (05/04). Um homem de 25 anos invadiu o Centro de Educação Infantil Cantinho Bom Pastor, localizado no bairro da Velha, , e matou quatro crianças com uma machadinha. As vítimas, com idades entre 3 e 7 anos, eram três meninos e uma menina. Outras quatro crianças, duas meninas e dois meninos, ficaram feridas. O agressor pulou o muro para entrar na creche particular e, após o ataque, pulou novamente o muro para sair. Após fugir com sua moto ele se entregou em um quartel da Polícia Militar que fica a cerca de cinco minutos do local. O homem, que é natural de Salto do Lontra (PR), tem quatro antecedentes criminais que vão de posse de cocaína até ter esfaqueado o padrasto. Na ultima passagem, o indiciado esfaqueou um cão e também quebrou o portão do padrasto. O delegado-geral da Polícia Civil de Santa Catarina, Ulisses Gabriel, indiciou o agressor por quatro homicídios triplamente qualificados e quatro tentativas de homicídio triplamente qualificadas. A polícia também solicitou a quebra do sigilo telefônico e telemático junto ao Facebook e outras plataformas do grupo Meta para ajudar nas investigações.

Leia Mais

Atentado em escola: autor dos ataques tinha histórico de violência

O adolescente responsável pelo atentado na Escola Estadual Thomazia Montoro planejava um atentado com arma de fogo. A informação foi confirmada pelo secretário de Segurança do Estado de São Paulo, Guilherme Derrite (PL), nesta segunda-feira, 27 de março, em conversa com iornalistas. Segundo Derrite, em conversa informal com policiais militares e civis, durante o atendimento à ocorrência, o estudante de 13 anos admitiu que “planejava fazer um atentado com arma de fogo, mas não conseguiu”. “Todos nós lamentamos essa tragédia”, disse o secretário. O ataque aconteceu na manhã desta segunda, na Vila Sônia, na Zona Sul da cidade de São Paulo e atingiu quatro professoras e dois alunos, sendo que uma pessoa morreu. A vítima foi identificada como Elizabete Terreiro, 71. Outros quatro feridos foram encaminhados aos Hospitais das Clínicas, Bandeirantes, Universitário e São Luís e não correm risco, informou o secretário de Educação, Renato Feder. De acordo com ele, a professora Ana Célia, que foi a mais atingida durante o atentado, recebeu a visita do vice-governador Felício Ramuth (PSD) e não corre riscos. Histórico A antiga escola do adolescente havia alertado a polícia sobre “vídeos comprometedores” do ex-aluno. O agressor havia feito ameaças no colégio anterior O Boletim de Ocorrência registrado no dia 28 fevereiro pela Escola Estadual José Roberto Pacheco, no 1° Distrito Policial de Taboão da Serra, na Grande São Paulo, relata que o jovem estava apresentando um “comportamento suspeito” nas redes sociais e postava vídeos “portando arma de fogo e simulando ataques violentos”. Ainda de acordo com o documento, o aluno “encaminhou mensagens e fotos de armas aos demais alunos por Whatsapp”. Segundo o Boletim de Ocorrência, os pais dos demais estudantes estavam “se sentindo amedrontados com tais mensagens e fotos”. Na ocasião, a polícia determinou que os pais do aluno fossem intimados e um prazo de seis dias para realizar as investigações

Leia Mais

Aluno de 13 anos mata professora e deixa outros feridos em escola de São Paulo

Um aluno de 13 anos atacou diversas pessoas com uma faca em uma escola estadual de São Paulo nesta segunda-feira (27/3). Uma professora morreu e outras quatro pessoas ficaram feridas — entre elas três professoras e um aluno.  A professora de ciências Elizabeth Tenreiro, de 71 anos, foi encaminhada em estado grave para o Hospital Universitário da USP e não resistiu, segundo o governo paulista.  Após o ataque, o adolescente foi desarmado por uma professora e detido pela polícia. As outras vítimas foram levadas para hospitais e não correm risco de morrer. De acordo com a Secretaria de Segurança de São Paulo, o rapaz teria dito informalmente a policiais civis e militares, após ser apreendido, que planejava fazer o atentado com uma arma de fogo, mas não conseguiu obtê-la. Recém-chegado O aluno que realizou o ataque havia sido transferido para a escola estadual Thomazia Montoro, na Vila Sônia (zona sul de São Paulo), no dia 15 de março, informou o secretário estadual de Educação, Renato Feder.  Segundo Feder, nesse meio tempo o adolescente não deu nenhuma indicação de que poderia agir de maneira violenta.  “A escola foi pega desprevenida”, afirmou. Mas, de acordo com a Secretaria de Segurança, o estudante já havia tido “problemas de violência” na unidade de ensino em que estudava anteriormente. Um boletim de ocorrência contra ele foi registrado por uma funcionária da escola estadual José Roberto Pacheco, em Taboão da Serra, na Grande São Paulo. Foi relatado um comportamento suspeito do aluno, com fotos de armas e simulação de ataques. Briga na semana passada Um evento ocorrido na quinta ou sexta-feira da semana passada pode ter relação com o ataque na Thomazia Montoro.  Segundo o site G1, a Polícia Civil apura a versão dada por um colega de classe de que o agressor xingou um outro estudante de “macaco”, o que ocasionou uma briga. A diretora da escola relatou que de fato haveria uma conversa sobre esse episódio na manhã desta segunda. Durante a confusão da semana passada, a professora Elizabeth Tenreiro foi a responsável por ter apartado os dois alunos. O agressor teria jurado vingança, segundo a versão desse colega.  Máscara de caveira Vídeos divulgados pelo G1 mostram os momentos em que o aluno, vestido com uma máscara de caveira, ataca a professora pelas costas e depois é contido por outra. Segundo o jornal Folha de S.Paulo, é a mesma máscara usada em ataques ocorridos nas escolas de Suzano (SP) e Aracruz (ES). O agressor também fez referência ao atirador de Suzano em uma conta do Twitter. Durante o ataque, uma professora, Cintia Barbosa, conseguiu imobilizar o aluno para que largasse a faca, afirmou o secretário de Segurança de SP, Capitão Guilherme Derrite.  Após ser detido pela polícia, o adolescente foi levado para o 34º DP da capital paulista.  Motivação sendo investigada Derrite afirmou ainda que não se sabe a motivação do aluno para o ataque e que isso será investigado. O adolescente estava no 8º ano do ensino fundamental.  Há investigação para apontar se o agressor recebeu ajuda de outras pessoas para o ataque. “Não vou descartar, mas que outros colegas dessa rede social (Twitter) tinham ciência, até pelo número de curtidas de cada comentário dele a gente vai investigar”, disse o secretário de Segurança.  “Não posso falar com mais detalhes, mas todo mundo que clicou ou curtiu algum comentário ou fez algum comentário em cima de uma postagem dele vai ser objeto de apuração por parte da Polícia Civil. Sendo menor de 18 anos, os responsáveis vão ser chamados para realmente avaliar se mais gente estava sabendo, se colaboraram com a ação ou não.” O delegado do caso, Marcus Vinicius Reis, afirmou que a polícia encontrou máscaras e uma arma de airsoft na casa do adolescente e que ele será encaminhado para a Vara da Infância.

Leia Mais

Esta gostando? Compartilhe

Mais Populares:

Quer ver mais conteúdos?

Assine Nossa Newsletter

E Fique Por Dentro De Tudo Que Acontece Em Uberlândia.

plugins premium WordPress

Olá, visitante